Os resultados do Business Day foram apresentados nessa quinta-feira (22), dentro da programação dos eventos paralelos do 8º Fórum Mundial da Água. O encontro reuniu especialistas e representantes do setor para discutir a agenda brasileira de negócios sobre o tema. A ideia do encontro foi firmar um compromisso para o uso sustentável da água entre grandes corporações.

“O princípio desse encontro é trazer o resultado para ser debatido dentro do Fórum, e aqui ouvir outras partes para entender se esses resultados fazem sentido quando compartilhados com demais atores”, comenta Percy Soares da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Criar consciência em relação ao uso da água era uma das expectativas para o evento. "Coletivamente e individualmente, acredita-se que cada instituição pode fazer bastante coisa, mas é necessário desenvolver parcerias e pensar na governança da água para implementar os ODS [Objetivos de Desenvolvimento Sustentável]", afirmou Carlo Pereira, da Rede Brasil do Pacto Global.

Durante o encontro, os participantes ressaltaram a necessidade de engajamento e colaboração do setor privado. "Muitos consumidores não estão presentes nos comitês e essa participação é fundamental. Através do ODS é possível mudar a questão do saneamento do Brasil. A água deve ser mais valorizada, e isso não significa somente aumentar o preço, mas trabalhar estratégias dentro das empresas", considerou Percy Soares. 

Propostas

Um documento contendo pontos relevantes envolvendo a temática hídrica foi debatido pelos participantes em um painel na segunda-feira (19). Estão incluídos aspectos ligados à Água e ao Clima, Transferência de Tecnologia, Economia Circular, Risco da água, Água e Saneamento (ODS 6.1 e ODS 6.2) e a Criação de valor compartilhado.

O documento abordou os seguintes pontos: fomentar a colaboração e uma relação de confiança entre empresas e partes interessadas para garantir a segurança da água; disponibilizar e gerar informações de qualidade sobre os serviços de saneamento de água e uso da água considerando os aspectos sociais e econômicos.

Foram destacadas, ainda, formas de adotar ODS como linguagem e objetivo comum que impulsione ações coletivas entre governos empresariais, ONGs e outras partes interessadas; e manter relações construtivas que aumentem a confiança entre as empresas, a sociedade e o governo, criando um ambiente sólido para investimentos, especialmente para o setor de recursos hídricos. Realizar avaliação da água para garantir investimento adequado em soluções de longo prazo, infraestrutura, tecnologia e ação coletiva também consta no documento elaborado durante o encontro.

O Business Day foi uma iniciativa do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Participaram do encontro: Davi Bomtempo, Confederação Nacional da Indústria – CNI; Marina Grossi, Presidente do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável – CEBDS; Carlo Pereira, Rede Brasil do Pacto Global; Percy Soares, Confederação Nacional da Indústria - CNI.